terça-feira, 3 de maio de 2011

Morte de Joey Ramone completa 10 anos

Esta semana marca o aniversário de 10 anos da morte de Joey Ramone, vocalista da lendária banda de punk Ramones. O músico, considerado por muitas gerações como ícone do rock, foi vítima de um câncer linfático, aos 48 anos de idade. Jeffrey Ross Hyman, seu nome de batismo, nasceu em 19 de maio de 1951.

Joey esteve à frente dos Ramones desde o seu início em Nova York, em 1974, até a separação da banda, em 1996. Com 2,02 metros de altura, o mais alto da banda, ele foi um dos fundadores do grupo, ao lado do guitarrista Johnny Ramone.

O primeiro álbum, chamado de "Ramones", foi um divisor de águas no rock mundial. Lançado em 30 de março de 1974, no encarte, os quatro músicos aparecem de jaquetas de couro e calça jeans rasgada. Foi o primeiro disco de punk rock gravado. Dali para frente, gerações de músicos — até mesmo bandas como Sex Pistols e The Clash — foram influenciados.

A imagem do cantor com o pé esquerdo um pouco à frente e o direito atrás, mão esquerda ao microfone e o punho no ar, gritando o mantra não oficial da banda, "Gabba Gabba Hey!", estará impressa para sempre na memória daqueles que presenciaram um (ou mais) dos 2.263 shows dos Ramones. Com um estilo despojado e de forma carismática, ele foi eternizado dando voz para músicas como "Sheena is a Punk Rocker", "I Wanna Be Sedated", "Blitzkrieg Bop", "Pet Sematary" e inúmeros outros.

O Ramones se apresentou ao vivo no Brasil em diversas ocasiões, sendo a primeira em 1987 e a derradeira em 1996, durante sua última turnê.

Joey lançou apenas um disco solo, "Don't Worry About Me", que chegou às lojas de forma póstuma em 2002 e inclui sua bela releitura para "What a Wonderful World", sucesso originalmente na voz de Louis Armstrong. Ele também foi imortalizado no Rock and Roll Hall of Fame.http://cancer-linfatico.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário